sexta-feira, 27 de agosto de 2010

IMPORTÂNCIA DA APRENDIZAGEM NA VIDA HUMANA

        A importância da aprendizagem na vida do indivíduo varia, enormemente, de uma espécie para outra. Entre os animais inferiores, seu equipamento de respostas inatas é suficiente para satisfazer suas necessidades. À medida que se ascende na escala animal a importância da aprendizagem na vida do organismo aumenta, juntamente com o período da infância e a capacidade para aprender, e há uma diminuição dos comportamentos inatos (instintivos). O homem, de todos os animais, é o que mais apresenta essas características.
            Na vida humana a aprendizagem se inicia após o  nascimento e se prolonga até a morte. Ela capacita-o a ajustar-se adequadamente a seu ambiente físico e social. Ela leva o indivíduo a viver melhor ou pior, mas, indubitavelmente a viver de acordo com o que aprende.
            A aprendizagem é, afinal, um processo fundamental da vida. Todo indivíduo aprende e, através da aprendizagem, desenvolve os comportamentos que o possibilitam viver. Todas as atividades e realizações humanas exibem os resultados da aprendizagem. Os costumes, as leis, a religião, a linguagem e as instituições sociais têm-se desenvolvido  como um resultado da capacidade do homem para aprender.
            A aprendizagem é um processo tão importante para o sucesso da sobrevivência do homem que foram organizados meios educacionais e escolas para tornarem a aprendizagem mais eficiente. As tarefas a serem aprendidas são tão complexas e importantes que não podem ser deixadas para obra do acaso.
            O  processo de aprendizagem e a maturação constituem as duas maiores influências que afetam o comportamento humano. O estudo da aprendizagem constitui, portanto, um dos problemas mais importantes para a psicologia e para o educador, seja ele pai, professor, orientador ou administrador de instituições administrativas. Explicar o mecanismo da aprendizagem é esclarecer a maneira pela qual o ser humano se desenvolve, toma conhecimento do mundo em que vive, organiza a sua conduta e se ajusta ao meio físico e social. É, pois, pela aprendizagem que o homem se afirma como ser racional, forma a sua personalidade e se prepara para o papel que lhe cabe no seio da sociedade.

Um comentário: